LIVRO ARRAIÁ NA FLORESTA VEM CÁ. - Aprender e Brincar

LIVRO ARRAIÁ NA FLORESTA VEM CÁ.

Compartilhe

ARRAIÁ NA FLORESTA VEM CÁ.

 Viva São João!


Texto: Gelça Alencar
Ilustrações: Dione Moraes

Programa Alfabetização na Idade Certa
ARRAIÁ NA FLORESTA VEM CÁ


Governo do Estado do Ceará
Secretaria da Educação
ARRAIÁ NA FLORESTA VEM CÁ
Dedico este trabalho ao meu esposo José, aos meus filhos John e Johnata, à minha mãe, a irmãos, sobrinhos e corpo docente e discente da E.E.F Odilon de Souza Brilhante, da qual sou professora.
O mês de junho chegou
e, na floresta Vem Cá,
os bichos se reuniram
pra planejar o arraiá.
Decidiram que o castor,
por entender de madeira,
ficaria combinado,
iria fazer a fogueira.
A galinha e a pata,
cozinheiras de mão-cheia,
fariam a comilança
pra todos encherem a pança.
Todos queriam provar cuscuz, 
canjica e mungunzá.
Estavam todos ansiosos
pra festança começar.
Para o arrasta-pé animar, 
resolveram, então, chamar
o carneiro sanfoneiro
e a festa abrilhantar.
Toda festa que se preza
deve ter um bom cantor.
E os bichos se lembraram
do sabiá Mestre Dodô.
Pensando em soltar balão,
ofereceu-se o macaco Cupido,
mas os bichos lhe disseram:
 Soltar balão é proibido!
Na noite de Santo Antônio,
o arraiá, enfim, começou.
Todos só foram pra casa
assim que o dia raiou.
Dona cabrita chegou
justamente com o pavão.
Os dois vestidos de chita
causaram admiração.
Por prezarem a amizade,
Divertiram-se de montão.
A festa foi muito animada.
Viva São Pedro, Santo Antônio e São João.
Gelça Alencar
Dione Morais

Coleção PAIC Prosa Poesia

O Governo do Estado do Ceará desenvolve com os municípios o Programa Alfabetização na Idade Certa (PAIC), cujo compromisso prioritário é a elevação da qualidade da leitura e escrita de todos os alunos das séries iniciais de toda a rede municipal. A coleção de literatura do Paic, rica em identidade cultural, reúne narrativas de autores do Ceará, um estímulo a mais para se ler e contar histórias em sala de aula.

Nenhum comentário:

Postar um comentário