BNCC: LINGUAGENS.


Educação Infantil Atividades


Atividades Pedagogicas Para Imprimir

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR


BNCC LINGUAGENS
Plano de Aula Pronto Pdf



ATIVIDADES PEDAGÓGICAS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS
BNCC LINGUAGENS

BNCC - LINGUAGENS

1. “A área de Linguagens trata dos conhecimentos relativos à atuação dos sujeitos em práticas de linguagem, em variadas esferas da comunicação humana, das mais cotidianas às mais formais e elaboradas.” (Base Nacional Comum Curricular, p.29) Linguagens Na BNCC a área de linguagens reúne quatro componentes curriculares: Língua Portuguesa Língua Estrangeira Moderna Arte Educação Física (Base Nacional Comum Curricular, p.29) Componentes Curriculares
2. O termo Linguagens no plural abrange: Linguagem Verbal Linguagem Musical Linguagem Visual Linguagem Corporal (Base Nacional Comum Curricular, p.29) O Termo Linguagens Na Educação Básica cabe a área de linguagens garantir o domínio da escrita, que envolve a alfabetização (...) e o domínio progressivo das convenções da escrita, para ler e produzir textos em diferentes situações de comunicação. (Base Nacional Comum Curricular, p.29) Educação Básica
3. Alfabetização X Letramento “ (...) a pessoa que passa a fazer uso da leitura e da escrita, a envolver-se nas práticas sociais da leitura se torna letrada, mesmo analfabeta. Ou, sabendo ler e escrever,mas não faz uso da leitura e da escrita, é alfabetizada, mas não é letrada,pois vive na condição de quem sabe ler e escrever e não pratica a leitura e a escrita. Aprender a ler e escrever torna a pessoa alfabetizada,porém, não letrada”. Magda Soares
4. Dados do Analfabetismo no Brasil 2014 14 milhões de analfabetos absolutos 35 milhões de analfabetos funcionais (Fonte IBGE) Analfabetismo F. Entre Universitários 2012: 38% (Fonte: Instituto Paulo Montenegro) 2013: 50% (Fonte: Universidade de Brasília) 2014: Acima de 50% (Fonte: Universidade de Brasília) A conclusão é que muitos entram na faculdade sem ter o hábito de estudo, aprendem o conteúdo de forma superficial, decoram ao invés de entender e muitos são analfabetos funcionais.
5. No Ensino Fundamental, o desenvolvimento das Linguagens permite às crianças a vivência de situações e contextos para compreender e reconstruir suas ações e expressá-las, descrevê-las, bem como planejá-las, habilidades necessárias para novas aprendizagens. (Base Nacional Comum Curricular, p.31) Ensino Fundamental
6. Cabe ao componente curricular Língua Portuguesa, em articulação com os demais componentes curriculares da Educação Básica, proporcionar aos estudantes experiências que ampliem possibilidades de ações de linguagem que contribuam para seu desenvolvimento discursivo. Língua Portuguesa (Base Nacional Comum Curricular, p.36) Apropriação do sistema de escrita alfabético / ortográfico e de tecnologias da escrita Oralidade Leitura Escrita Análise Linguística (Base Nacional Comum Curricular, p.36) Língua Portuguesa : Eixos
7. Educação Física É de responsabilidade da Educação Física tratar das práticas corporais na escola como fenômeno cultural dinâmico, diversificado, pluridimensional, singular e contraditório, assegurando aos estudantes a construção de um conjunto de conhecimentos necessários à formação plena do cidadão. (Base Nacional Comum Curricular, p.95) Desse modo cabe a esse componente curricular problematizar, desnaturalizar e evidenciar a multiplicidade de sentidos/ significados que os grupos sociais conferem às diferentes manifestações da cultura corporal de movimento, não se limitando, apenas, a reproduzi-las. (Base Nacional Comum Curricular, p.95)
8. A arte articula diferentes formas de cognição (...) constituindo um universo conceitual e de práticas singulares, que contribuem para que o estudante possa lidar com a complexidade do mundo. (Base Nacional Comum Curricular, p.82) Arte Arte : Subcomponentes 1. Artes Visuais 2. Dança 3. Teatro 4. Música (Base Nacional Comum Curricular, p.82) Dimensões do Conhecimento
9. OBJETIVO A partir da obra “Os Retirantes” de Cândido Portinari, temos por objetivo ampliar a sensibilidade estética dos alunos, tornando-os capazes de se reconhecerem como parte de uma cultura construída ao longo da história, privilegiando a observação e a reflexão.
10. 1ª Aula: Levantamento dos conhecimentos prévios dos alunos acerca de Portinari 2ª Aula: Informações de Portinari. Informações sobre o Modernismo. 3ª Aula: Visita virtual ao Museu Casa de Portinari e apresentar suas obras. 4ª Aula: Contextualizar as obras de Portinari no Modernismo. 5ª Aula: Apresentar a obra “Os Retirantes” e fazer sua identificação. 6ª Aula: Contextualizar a obra “Os Retirantes” e realizar sua análise. 7ª Aula: Interpretar e realizar o julgamento da obra “Os Retirantes”. 8ª Aula: Atividade de releitura da obra “Os Retirantes”. Alunos do Ensino Fundamental : 5º ano
11. Todos os alunos serão avaliados de acordo com sua participação, considerando a capacidade crítica de forma individual e como reagiram às situações propostas. Tudo o que as crianças disserem será anotado para uma análise posterior que poderá ser satisfatória ou não. Caso esta análise seja insatisfatória o assunto será novamente abordado através de uma nova metodologia.
Recomendadas
White Label para Meios de Pagamentos
White Label para Meios de Pagamentos
Oruspay Customizza
Sponsored Content
Aprende Office 365
Aprende Office 365 Espanhol
Curso on-line - LinkedIn Learning
Cómo superar el miedo a hablar en público
Cómo superar el miedo a hablar en público Espanhol
Curso on-line - LinkedIn Learning
Office 365 esencial: Implementación
Office 365 esencial: Implementación Espanhol
Curso on-line - LinkedIn Learning
Direitos de aprendizagem   oralidade
Direitos de aprendizagem oralidade
mariaelidias
Bncc apresentacao
Bncc apresentacao
Reginaldo Nobrega
Anotações sobre base nacional curricular comum
Anotações sobre base nacional curricular comum
Graded - The American School of São Paulo
Governo lança reforma do ensino médio
Governo lança reforma do ensino médio
Fabio Cruz
Base nacional  comum curricular cepeja   cópia
Base nacional comum curricular cepeja cópia
Sandra Maria Alves da Costa
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
Jose Wilson Melo
Base Nacional Comum Curricular_Raph Gomes
Base Nacional Comum Curricular_Raph Gomes
Luciana

ATIVIDADES PEDAGÓGICAS PDF

Nenhum comentário