Top Ad unit 728 × 90

Jogos Cantados.

Grito de guerra: Timbalaia 
Timbalaia?!...
Tim!!
Timbalaia?!...
Tim!!
Timbalaia?!...
Tim-tim-tim...ôôôôôôôô...Tim!!!!!!

Quem gosta de cantar 
Quem gosta de cantar diz, legal: Legal (gritar)
Quem gosta de cantar diz, legal: Legal
Quem gosta de cantar diz, legal: Legal.
*Pode ser: bater palmas, bate o pé e dá beijinho.

O meu chapéu  
O meu chapéu tem três pontas; tem três pontas o meu chapéu.
Se não tivesse três pontas, não seria o meu chapéu.
*Ir tirando as palavras chapéu, meu, pontas, etc.

Veja também: Cantigas de Roda.

Chiclete 
Chiclete... chiclete... chiclete...
Pisa na barata dá uma voltinha
A dança da galinha
Chiclete... chiclete... chiclete

Corrente andarilha 
1, 2, 3 ... 10.  Nós andamos muito pouco
Porque somos muito loucos.

Para acabar com o aborrecimento 
Para acabar com o aborrecimento, basta fazer um simples movimento:
Uma mão (faz-se um movimento qualquer com uma das mãos);
Para acabar com o aborrecimento, basta fazer um simples movimento:
Uma mão, a outra (continua fazendo o primeiro movimento c/ uma mão e faz-se um movimento diferente com a outra mão).
*Repetir a música usando outras partes do corpo, acrescentando os movimentos.

O José pegou pão na casa do João  
O José pegou pão na casa do João ( 2 vezes),
- Quem, eu? (José)
- Você! (todos)
- Eu não! (José)
- Então quem foi? (todos)
- Foi... (no caso o José chamará um outro aluno e todos continuam cantando).

Havia uma raposa 
 Havia uma raposa que gostava de comer capim,
de tanto comer capim sua barriga assim,
assim, assim, assim, (três vezes, fazendo o gesto da barriga grande).
*Repetir com outras partes do corpo.

Quando eu digo sim 
Quando eu digo sim, quando eu digo sim,
Quando eu digo sim vocês têm de dizer não;
- Sim, sim, sim (prof.)
- Não, não, não (alunos)
Quando eu digo não, quando eu digo não,
Quando eu digo não vocês têm de dizer sim;
- Não, não, não (prof.)
- Sim, sim, sim (alunos)
* Repetir com outras palavras, podendo inclusive misturá-los.

Esta é a estória da serpente 
(alunos em círculo, o professor começa cantando).
Está é a estória de uma serpente
Que desceu do morro para procurar
O rabinho que perdeu.
Você também é um pedaço,
Um pedação do meu rabão. (repete a última frase)
*No “você”, o professor escolhe um aluno para segurar em sua cintura e continuar cantando, até todos os alunos formarem o rabo da serpente ou então, passar embaixo da perna de quem forma a serpente.

Eu vou andar de trem 
Eu vou andar de trem!
Você vai também!
Só falta comprar a passagem do velho trem...
A passagem do velho trem...
Pra você ir também!
- Mãozinha para frente...
- Mãozinha para frente...
E, tchu...tchu...tchá...tchu...tchu...tchá...tchá!
E, tchu...tchu...tchá...tchu...tchu...tchá...tchá!
* Repetir acrescentando: Joelhinhos para dentro, bumbum arrebitado, olhinho arregalado, cabecinha para o lado.

Eh, garotada 
(Depois de cada frase, os alunos repetem)
Eh, garotada,
Garotada boa,
Garotada boa baluê, baluá;
Tem que ser bem alto
* A letra se repete, porem o professor propõe uma maneira diferente, por ex, forte, baixinho, chorando, sorrindo, etc.

Comida brasileira 
(Depois de cada frase bater palmas 3 vezes).
Atenção! Concentração! Ritimo!
Vai começar! Já começou! A brincadeira!
Da comida! Brasileira!
Arroz / feijão / macarrão / pão / etc.
*Ao chegar nas “comidas”, só se pode bater palmas quando for “comida”. Caso a pessoa que estiver comandando esta parte da música fale outra coisa, por exemplo, “pedra”, não se bate palmas, quem bater paga uma tarefa.

Thica Bum 
(A cada frase cantada pelo professor, os alunos devem repetir da mesma forma).
Fala bum thica bum
Fala bum thicauaca thicauaca thica bum
Hei! Hei!
Oh yes!
Mais uma vez
Bem alto!
*A letra se repete, porém sempre no final, o professor deverá propor uma atitude diferente: baixinho, chorando, sorrindo como político, bêbado, carioca, papa, gaúcho, etc.
 
Tia Marrocos 
Fui visitar a minha tia de Marrocos ió
Fui visitar a minha tia de Marrocos ió
Visitar a minha tia, visitar a minha tia,
Visitar a minha tia de Marrocos, ió!

No caminho eu encontrei um camelo ... ondulado
No caminho eu encontrei um camelo ... ondulado
No caminho eu encontrei, no caminho eu encontrei,
No caminho eu encontrei um camelo ... ondulado.

Refrão:
Iupi aia iupi iupi á ... ió ... ondulado
Iupi aia iupi iupi á ... ió ... ondulado
Iupi aia iupi, iupi aia iupi
Iupi aia iupi iupi á ... ió

No caminho eu tomei uma coca-cola ... gluti, gluti.
No caminho eu comi um sulflair ... suulflair.
No caminho eu encontrei um jogador ... gool!
No caminho eu encontrei um vovozinho ... carequinha.
*Em cada coisa, pessoa, animal ou ação encontrada no caminho, fazer o gesto correspondente, acrescentando-o no refrão. O professor poderá inventar e acrescentar outras, podendo inclusive brincar com alguns alunos. (ex. No caminho eu encontrei o Joãozinho, de calcinha).

Quando o meu chefe veio de paris, 
Quando o meu chefe veio de Paris ,
Trouxe pra mim, uma tesoura,
Quando o meu chefe veio de Paris,
Trouxe pra mim, um lindo leque;
( ... ) Trouxe pra mim, um par de tênis;
( ... ) Trouxe pra mim, um bambolê;
( ... ) Trouxe pra mim, um ping-pong.
*Fazer o gesto correspondente ao objeto e ir acrescentando os outros. Quem tem coordenação motora para tal?

Jibóia 
Eu estava passeando numa bóia,
Tava jóia, tava jóia,;
De repente eu vi uma jibóia,
Não ficou jóia, não ficou jóia;
Aí, eu fiz uma tramóia...
Dei uma paulada bem no “zóio” da Jibóia.
Agora a jibóia já não “zóia”,
Teretetê, agora ficou jóia!

Crocodilo 
Lá vem o crocodilo, orangotango;
As duas serpentinhas, a águia real,
O gato, o rato, o elefantinho ,
Não faltou ninguém.
Só não se vê, os dois pequenês!
*Repetir várias vezes cantando mais rápido.

Eufrídia 
Eufrídia, Eufrídia é uma “barboleta” azul;
Eufrídia, Eufrídia é uma “barboleta” azul;
Ela é azul e voa assim,
Mexe as anteninhas piscando para mim.
Mas eu amo, amo, e gosto dela assim:
De asas abertas, de asas fechadas, piscando para mim!
*Fazer os gestos da “barboleta” voando, mexendo as antenas e piscando. Repetir mudando o nome da “barboleta” e fazendo os gestos correspondentes, por exemplo:
Eufronga, barboleta monga; Eufrouca, barboleta louca; Eufréia, barboleta “veia”.

Cuco 
Da noruega distante, veio esta canção,
Cante o cuco uma vez, preste bem atenção
Ti-ri-a-ôia, tiriaôia, cuco!
Ôia, tiriaôia, cuco!
Ôia, tiriaôia, cuco!
Ôia, tiriaôia!
*Enquanto estiver cantando fazer os seguintes gestos: bater as mãos nas coxas, bater palmas e estalar os dedos. Na última frase não se deve só pode estalar os dedos, e não pode esquecer que não tem a palavra cuco.

Escravos de Jó 
Escravos de Jô, jogavam Caxangá
Tira, põe, deixa ficar.
Guerreiros com guerreiros
Fazem zig-zig-zá.

Loja do Mestre André 
Foi na loja do mestre André
Que eu comprei um pianinho...
Plim-plim-plim, um pianinho.
Ai-ou-li, ai-ou-lé
Foi na loja do mestre André

Foi na loja do mestre André
Que eu comprei um tamborzinho...
Bum-bum-bum, um tamborzinho,
Plim-plim-plim, um pianinho.  
Ai-ou-li, ai-ou-lé
Foi na loja do mestre André.

Campainha (dig-dig-dig)
Violino (zig-zig-zig)
Rabecão (zum-zum-zum)
Concertina (fom-fom-fom)

Tic-tac 
Tic-tic-tac
Tic-tac
Pof-pof

*Os participantes deverão estar em formação de círculo. O professor inicia a brincadeira falando o ti-tac e executa qualquer movimento. O participante que tiver a sua direita deverá observá-lo e, na segunda vez que o professor for falar o tic-tac (executando um outro movimento), ele deverá repetir o primeiro; o segundo, quando o professor tiver no terceiro e assim sucessivamente, até que todos entrem na brincadeira. Aqueles que errarem deverão correr para o fim do círculo e tentar acompanhar quando chegar sua vez.

O cofre 
Um dia fui a praia
Tomar banho de mar
E vi por entre as ondas
Um cofre a flutuar.
Peguei depressa o cofre
Meu deus o que será isso?
Lá dentro eu vi uma (pá...pá... pá...)
Que eu nunca tinha visto.
Levei ao antiquário
O cofre a toda pressa
O homem abriu a tampa
Gritou: que história é essa?
Ficou indignadíssimo
E disse com certa malícia:
- Ponha pra fora essa (pá... pá... pá...)
Senão chamo a polícia.
O cego que esmolava
- Ajude minha mãezinha.
Peguei depressa o cofre
E dei a sua velhinha.
O cego deu um grito,
Saiu correndo pra rua
- Mamãe não quero essa (pá... pá... pá...)
Por que não da prá sua?
Lili fazia anos
Mandei pelo correio
Confesso que estava com um certo receio
 o pai dela devolve   20
Aquela maravilha:
Não quero saber dessa (pá... pá... pá...)
Nos anos de minha filha.
Não posso compreender
Porque ninguém o quer
Resolvi então dá-lo à minha mulher:
- Meu bem eu trouxe um presente!
- Oh! Que bondade a sua!
Mas quando ela viu a (pá... pá... pá...)
Me pôs pro olho da rua.
A moral dessa história,
É fácil de tirar.
Se um dia for à praia
Tomar um banho de mar
E vir por entre as ondas,
Um cofre a flutuar.
Veja primeiro o que há dentro...
Se dentro houver uma (pá... pá... pá...),
Deixe em seu lugar. [ Bis ]

Eu vou cantar 
Eu vou cantar, eu vou cantar, eu vou cantar
Quem quiser que me acompanhe;
Eu vou correr, eu vou correr, eu vou correr
Quem quiser que me acompanhe..........
(acrescentar movimentos e continuar cantando)

Sai Piaba 
Sai, sai, sai o piaba, sai da lagoa                                                       Bis
Põe a mão na cabeça, a outra na cintura,
Dá um remelexo no corpo, uma umbigada no outro

A cabra subiu na montanha 
A cabra subiu na montanha, pra ver o que ela viu             Bis
E sabe o que ela viu?                                                         Bis
O outro lado do morro foi tudo o que ela viu                      Bis

Música do mosquitinho 
Para ouvir o som do mosquitinho
E as batidas do meu coraçãozinho
Calo a boquinha
Ligo as anteninhas
Zum zum zum zum zum, zum, zum zum.

Aratatá  
Aratatá, aratatá, guli, guli, ratatá                                       Bis
Auê, auê, guli, guli, guli, ratatá.
5.30 – Ei poi tai ta
Ei poi tai ta eh                     Ei poi tai ta eh
Ei poi tai ta                          Ei poi tuc tuc                   Ei poi tuc tuc eh

Música do cavalinho 
Quando quiseres do frio esquentar
Monte num cavalo e saia a galopar
Num cavalo, galopando, uma pata
Refrão
Num cavalo, galopando, uma pata, duas patas
Refrão
Num cavalo, galopando, uma pata, duas patas, três patas
Refrão
Num cavalo, galopando, uma pata, duas patas, três patas, quatro patas
Refrão
Num cavalo, galopando, uma pata, duas patas, três patas, quatro patas, a cabeça
Refrão
Num cavalo, galopando, uma pata, duas patas, três patas, quatro patas, a cabeça,
o rabo.

O meu amigo Leco 
O meu amigo Leco, veio para.........(nome da cidade)              Bis
E o que trouxe para mim???   (repete após cada objeto cantado)
Uma linda tesoura, pra cortar cabelo assim,
Um lindo abanador, pra eu me abanar assim,
Um lindo pisca pisca, pra eu piscar assim,
Um lindo ping pong, pra eu jogar assim,
Um lindo bambolê, pra eu rodar assim,
Um lindo pula pula, pra eu pular assim.

Dona Aranha 
A dona aranha subiu pela parede, veio a chuva forte e a derrubou
Ela é teimosa e nunca está contente,
Choc choc choc continua a subir

Música do cão 
O cão entrou pela cozinha e o prato ele quebrou
O cozinheiro viu e o cão ele matou
Vieram as galinhas e enterraram o cão
Na sua sepultura a seguinte inscrição
“Aqui jaz o cão, que o cozinheiro matou, sabe por que ele fez isso, foi o prato que o cão quebrou!”
 
Música da pipoca 
Duas pipocas conversando na panela
Outra pipoca começa a conversar
Então começa um tremendo falatório
É um tal de Ploc, Plo Ploc Ploc Ploc Plo, Ploc Ploc Ploc Ploc Plo,
Ploc Ploc Ploc Ploc
É um tal de Ploc, Plo Ploc Ploc Ploc Plo, Ploc Ploc Ploc Ploc Plo,
Ploc Ploc Ploc Ploc

Laranja com laranja (Edinho Paraguassú) 
Laranja com laranja deixa o suco amarelo
Laranja com laranja deixa o suco amarelo
Troca o para fica o par, meu amor aqui cá quero
Troca o para fica o par, meu amor aqui cá quero
Meu amor aqui cá quero meu amor eu cá queria
Meu amor aqui cá quero meu amor eu cá queria
Não me sai do pensamento nem de noite nem de dia
Não me sai do pensamento nem de noite nem de dia

O Elefantão 
Olhando sem cessar, o mundo que está lá,
Um grande animal, de bicicleta vai,
É o elefantão, que pensa que ele tem
Um trombinha para frente e um rabinho para trás.

Periquito Maracanã 
Periquito Maracanã, perdeu a sua iaiá
Faz um ano, faz um dia que eu não vejo ela voltar
Refrão
Hora vai pulando, hora vai pulando, hora vai pulando
Até parar.
Hora vai andando, hora vai andando, hora vai andando
Até parar.
Refrão
Hora vai gritando........até parar.
Hora vai baixinho........até parar.
Refrão

Mané Pipoca 
M A – MA    N É – NÉ                    MANÉ
PI – PI          MANÉ PI            P O – PÓ             MANÉ PIPÓ
M A – MA    N É – NÉ                     MANÉ
P I – PI           P O – PO          C A – CA             MANÉ PIPOCA
  
Dança dos sete pulinhos 
Sete pulinhos para a direita eu vou dar 1, 2, 3, 4.........
Agora mais sete pra esquerda vou voltar 1,2, 3, 4.......
Pra direita, pra direita, pra direita até parar – voltou
Pra esquerda, pra esquerda, pra esquerda até parar.

Música do leão 
Na jaula do leão, ninguém por a mão
O leão é muito bravo, fica quieto, seu leão.

Música dos bichos 
O jacaré, o orangotango/ as duas minhoquinhas/ a águia real
O gato/ o rato/ não faltou ninguém.......
Só não serviam os dois piquineses.

Música da estrelinha 
Estrelinha abre / estrelinha fecha / estrelinha abre e fecha
Abre e fecha sem parar

Peixe vivo 
Como pode o peixe vivo viver fora da águia fria            Bis
Como poderei viver, como poderei viver
Sem a sua, sem a sua companhia

Serra serra serrador 
Letra 1:
Serra, serra, serrador,
Serra o papo do vovô...
Quantas tábuas já serrou?
1, 2, 3, fora uma que quebrou!

Letra 2:
Serra, serra serrador
Quantas tábuas você serrou?
Uma, duas, três!

Letra 3:
Serra, serra, serrador
Serra a madeira de Nosso Senhor.
Eu com a serra, você com a linha
Serrando madeira pra comprar farinha.


O patinho 
O patinho nadando na lagoa / ele grita: “Ai que água boa.”
Bate o bico / poc ploc ploc
Bate as asas shoc schoc shoc
Bate o pé pé pé rere pé pé
Bate o bumbum bum bururum bum bum
Jogos Cantados. Reviewed by Elaine Cristine on 15:58 Rating: 5

Um comentário:

  1. gostaria de deixar uma musica também! que acho muito legal
    essa é a história de uma família etica peletica pilinplinpletica
    pelada , peluda pilinplipluda
    se casou com um gatito etico pelico pilinplipletico
    pelada , peluda pilinplipluda
    tiveram dois gatitos eticos peleticos pilinplinpleticos
    pelada , peluda pilinplipluda

    ResponderExcluir

All Rights Reserved by Aprender e Brincar © 2014 - 2015
Powered by Blogger

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.